Seminário Permanente de Estudos Globais | CIDH/INCM
Investigar e Educar para uma Globalização de Rosto Humano
 
Calendário das sessões

 

Sessão inaugural  

 

13 de maio

 

 

Carlos Fiolhais «Projetos Globais — o caso da Cultura em Negativo: projeto Dicionários dos Antis»
Viriato Soromenho-Marques «Desafios para o entendimento global: para um novo modelo de gestão do Planeta Terra»
Valérie Devillard «Ville-Manifeste»

 

2017  

17 de janeiro

(Sessão IV)

Gonçalo M. Tavares «Literatura, imaginação e realidade»
24 de fevereiro

(Sessão V)

João Costa «Desafios da globalização para o modelo atual de escolaridade»
22 de março

(Sessão VI)

Padre Vasco Pinto de Magalhães “Espiritualidade e Globalização”
18 de abril

(Sessão VII)

Henrique Leitão «Ciência e Globalização: temas, instituições e personalidades»
25 de maio

(Sessão VIII)

José Carlos Seabra Pereira «Literatura e Globalização»
22 de junho

(Sessão IX)

Padre Carlos Cabecinhas «Fátima, um Santuário Global»
10 de julho

(Sessão X)

Onésimo Teotónio Almeida «Portugueses globais: culturas e mundividências da diáspora portuguesa»
13 de setembro

(Sessão XI)

Adriano Moreira  

«Conciliar o Mundo»

 

 10 de outubro

(Sessão XII)

Alberto Vieira «Será o arquipélago da Madeira no século XV a primeira etapa da globalização?»
17 de novembro

(Sessão XIII)

Manuel de Novaes Cabral «Vinho do Porto: marca identitária global»
14 de dezembro

(Sessão XIV)

Eduardo Paz Ferreira «Europa e os desafios da globalização»
2018 26 de janeiro

(Sessão XV)

David Justino «Educação e globalização: uma perspectiva da sociologia histórica»
14 de fevereiro

(Sessão XVI)

José Luís Carneiro «As prioridades de política para os portugueses no mundo»
19 de abril

(Sessão XVII)

Arlindo Oliveira (19)  

«Tecnologia e impactos sociais»

 

2 de maio

(Sessão XVIII)

 

Eugénio Anacoreta Correia

 

 

 

 

«Lusofonia e Globalização»

 

 

 

 

  30 de maio

(Sessão XIX)

Pedro Barbas Homem «Direito e Globalização»
  15 de junho

(Sessão XX)

José Pedro Paiva «O episcopado português e a configuração do catolicismo na Época Moderna: uma visão de história global»
  5 de julho

(Sessão XXI)

João Duque «Teologia e globalização»
  24 de setembro

(Sessão XXII)

António Araújo «O passado é um lugar estranho: dever de memória, imperativo de esquecimento»
  19 de outubro

(Sessão XXIII)

Rui Carita «Os 600 Anos do início do povoamento da Madeira e do Porto Santo como primeiro passo da primeira Grande Globalização»