Gabinete de Estudos do Protestantismo Português (GEPP)

 

O GEPP é um grupo de investigação integrado no Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CLEPUL), polo da Cátedra Infante Dom Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização, que tem como propósito contribuir para o aprofundamento crítico do imaginário (autoimagem e representação) constituído por um vasto e diverso campo de confissões cristãs comummente apelidadas de protestantes.

Além de promover estudos através dos quais se possam identificar e construir cartografias dos saberes e das práticas destes grupos, pretende-se desenvolver um trabalho de investigação que permita entender este fenómeno religioso como matriz cultural, dando conta do seu impacto na sociedade. Neste sentido, será adotada uma estratégia epistemológica “pluriocular”, para articular os possíveis e diferentes olhares disciplinares.

O GEPP tem os seguintes objetivos específicos:

  • conhecer os indivíduos e grupos precursores e fundadores herdeiros do pensamento protestante português;
  • estudar a imagem do protestante como construção do senso comum;
  • observar a possibilidade de assédio moral no local de trabalho numa perspetiva religiosa;
  • compreender as representações mediatizadas, bem como o papel dos meios de comunicação protestantes;
  • apresentar o contributo protestante na educação;
  • registar a representação social e cultural do protestantismo nos manuais escolares;
  • mostrar o lugar ocupado e dado a grupos sociais específicos como a mulher e os jovens (família/igreja/sociedade): tradição e emancipação;
  • apontar as implicações dos ideais religiosos para a saúde;
  • destacar os usos da música: entre a formação pessoal (e teológica) e o seu contributo secular.

Coordenador: 

Simão Fonseca

Investigadores:

Eduardo Nuno Fonseca

Timóteo Cavaco


PROJETO “HISTÓRIA GLOBAL DO PROTESTANTISMO EM PORTUGAL”

A obra História Global do Protestantismo em Portugal está integrada num projeto de pesquisa mais vasto cujo objetivo é produzir um panorama fundamentalmente diacrónico, mas também sincrónico, da realidade multifacetada do protestantismo em Portugal, mediante a construção de uma cartografia histórica, social e cultural das comunidades, organizações e personalidades que lhe estão associadas, identificando suas memórias, seus lugares e suas tipologias, focando a investigação na compreensão deste fenómeno religioso que constitui a maior minoria religiosa em Portugal. Mais do que um inventário panorâmico, pretende-se oferecer uma visão de conjunto que, além do trabalho coletivo, exige uma análise assente na diversidade de múltiplos olhares e no diálogo entre as diferentes disciplinas numa ação constante de mútua influência e ajustamento.