Projetos da CIDH

 

  • Epopeias Insulares: preparação da edição criticamente anotada das principais obras épicas insulares (Açores e Madeira). Serão recolhidos dados a fim de serem identificadas as principais obras épicas e proceder-se-á à transcrição, fixação e enquadramento crítico das que se destacarem como mais significativas (resultado final: 7 volumes).
  • Dicionário Histórico das Ordens nas ilhas atlânticas lusófonas (Açores, Cabo Verde, Madeira, São Tomé e Príncipe): dando continuidade ao projeto desenvolvido no CLEPUL, que deu origem à edição de um grande Dicionário Histórico das Ordens, com o Alto Patrocínio da Presidência da República, estenderemos esta investigação aprofundada e detalhada às ilhas atlânticas de modo a dicionarizar o conhecimento sobre a presença, ação e legado das ordens e congregações nas ilhas atlânticas de língua oficial portuguesa.
  • Organização de um colóquio dedicado ao Português no Mundo, a fim de refletir e perspetivar, a partir da experiência açoriana, o lugar e o papel da Língua Portuguesa no contexto da globalização.
  • Alma do mundo:projeto que visa conhecer e dar a conhecer hoje, em pleno processo de globalização, aquilo que podemos considerar o ADN das culturas do países do mundo, ou seja, os grandes elementos constitutivos das suas identidades, definidas em sentido lato e modernamente constituídas sob o conceito de nações.
  • “Asas sobre o Atlântico”, projeto ao qual o Instituto Açoriano de Cultura deu o melhor acolhimento editorial e que será desenvolvido nas páginas da Atlântida ao longo dos próximos quatro anos, procurando desta forma mobilizar a atenção dos seus leitores e do público em geral para a comemoração do centenário da primeira travessia aérea do Atlântico Norte, que se celebrará no ano de 2019.
  • Dicionário Enciclopédico da Madeira: levar a bom termo o projeto de redação, tradução e publicação de um dicionário enciclopédico com entradas sobre as mais relevantes temáticas referentes à cultura, à história, à ciência, à geografia e à educação da Madeira, contemplando verbetes sobre a relação em várias matérias com o arquipélago açoriano.
  • Preparação de edições anotadas criticamente de obras completas de escritores insulares, nomeadamente do Açores e da Madeira.
  • História da Solidariedade nos Açores e da Madeira: investigação sobre as manifestações e instituições de solidariedade entre a população na superação das dificuldades inerentes à vida insular.
  • Psicologia da insularidade: tendo em consideração o conceito de insularidade, serão investigados os traços psicológicos que caraterizam e diferenciam o modo de pensar, sentir, desejar e projetar do ilhéu. A partir dos dados recolhidos, serão elaborados artigos científicos e material digital pedagógico.
  • Biografias de empreendedores insulares: elaboração de biografias sobre as figuras empreendedoras que se destacaram no passado histórico das ilhas, bem como de personalidades atuais que têm um perfil empreendedor e que, por isso, podem inspirar a população em geral a ter atitudes sempre mais empreendedoras e a efetivar uma cultura empreendedora.
  • Os Açores e a Madeira no Almanaque de Lembranças (1851-1932). Textos e Comentários: este projeto visa reunir num só volume o conjunto dos textos em prosa e verso de autores e assuntos açorianos editados no Almanaque de Lembranças – primeiro dos três títulos do anuário fundado por Alexandre Magno de Castilho – a par com notas, comentários e estudos. Constituído por 86 volumes, publicados entre 1850 e 1931, e reunindo um enorme leque de escritos de proveniência muito diversificada, o Almanaque inclui nas suas páginas um interessante acervo de escritos sobre os Açores e sobre a Madeira, cujo isolamento não impediu a presença neste meio de ampla projeção cultural.
  • História das Ilhas Selvagens: história sinóptica das Ilhas Selvagens convocando especialidades científicas, tais como a biologia, marinha e terrestre; arqueologia; geografia; história política; história militar; direito; ciências literárias.
  • Linha de Estudos Insulares em programa de Estudos Globais: criação de uma Linha de Estudos Insulares num programa de Estudos Pós-graduados (Mestrado, Doutoramento, Pós-Doc e Agregação) em Estudos Globais, que poderá ser o alicerce para a criação de um Instituto de Altos Estudos Insulares e da Globalização.
  • Redes e Instituições de assistência e solidariedade insulares: Misericórdias, Hospitais e Confrarias: estudo da implantação nos arquipélagos da Madeira e dos Açores de instituições assistenciais e hospitalares que se tornaram modelos pioneiros de redes de assistência intercontinentais criadas no quadro do império português moderno e da rede de missionação, que extravasou as fronteiras tuteladas pelo Padroado Português (China e Japão).
  • Cursos de Especialização: conceção e implementação de cursos livres e de especialização em temas atinentes, em particular, à vida social e cultural das ilhas dos Açores, da Madeira, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe.
  • Reuniões Científicas: planificação e realização de encontros científicos sob a forma de congressos e de simpósios ou de colóquios, seminários e workshops. Estas reuniões permitirão o aprofundamento interdisciplinar das temáticas refletidas pelos investigadores da Cátedra e dos demais interessados nestas temáticas.
  • Realização de um grande Congresso Internacional do Espírito Santo: Génese, Evolução e Atualidade da Utopia da Fraternidade Universal.
  • Laboratório Multimédia Educativo: criação de um laboratório multimédia visando a construção de produtos multimédia com fins pedagógicos e promocionais.
  • Produtos Multimédia Educativos e Culturais: conceção e desenvolvimento de e-guias turísticos e culturais, e-books, documentários temáticos de conteúdos pedagógicos digitais, aplicativos para tablets e smartphones, áudio-aulas e vídeo-aulas, etc.
  • Academia de Formação de jovens investigadores: conceção de cursos de formação e treinamento de jovens investigadores.
  • Associação Internacional para os Estudos Insulares e a Globalização: Criação de uma associação sem fins lucrativos de Estudo das Culturas e da Globalização para potenciar o trabalho e a reunião de recursos humanos e materiais que favoreçam e deem amplitude ao trabalho da Cátedra.
  • Dedicar dois volumes aos Açores e à Madeira do projeto em curso intitulado “Dicionário da Oratória Impressa em Portugal”.
  • Liderança da preparação e promoção do projeto Obras Pioneiras da Cultura Portuguesa em 30 volumes. Este projeto visa selecionar e estabelecer de forma atualizada e criticamente anotada para edição, em cooperação com diversas entidades científicas portuguesas e lusófonas, as obras fundadoras da língua e cultura portuguesas de inscrição interdisciplinar.
  • Conceção e realização de um projeto para identificação, sistematização e preparação para edição das Obras Pioneiras da Cultura Açoriana e da Cultura Madeirense.
  • Projeto de investigação e edição de uma obra de fundo sobre Robert Kalley, origens insulares do protestantismo em Portugal: mitos e realidades.
  • Conceber e promover o projeto de preparação da edição da Obra Completa Marquês do Pombal em 32 volumes, dando relevância aos documentos relacionados com os Açores, Madeira e Cabo Verde.
  • Concluir o projeto de investigação e redação do Dicionário dos Antis: A cultura portuguesa em negativo, contemplando de forma bem patente as culturas açoriana e madeirense.
  • Incluir os Açores e a Madeira de forma expressiva no projeto “Imagens de Portugal: Identidades em jogo de espelhos”:
  1. Portugal Segundo a Europa.
  2. A Europa segundo Portugal.
  3. Portugal segundo os Países Lusófonos e Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira.
  4. Portugal segundo Portugal.
  5. Portugal segundo o Mundo.
  • O clero secular nos arquipélagos da Madeira, Açores, Cabo Verde e S. Tomé: projeto cujo objetivo principal consiste em estudar o perfil do clero secular dos arquipélagos da Madeira, Açores, Cabo Verde e São Tomé, do século XV ao século XIX.
  • Portugueses de papel. Personagens portuguesas do romance brasileiro: investigação através da qual se pretende analisar as representações das personagens portuguesas do romance brasileiro, cujas origens remontam às primeiras décadas do século XIX. No âmbito do projeto, realizar-se-ão seminários e encontros para apresentar os resultados da pesquisa, publicar-se-ão artigos e organizar-se-ão colóquios. Além disso, serão preparados verbetes para integrar a obra que resultará da investigação desenvolvida: Dicionário de personagens portuguesas do romance brasileiro.
  • Coleção Brasil: projeto que pretende disponibilizar um amplo e representativo conjunto de textos, inéditos ou esquecidos, do património literário, histórico e cultural do Brasil, privilegiando a publicação online. As obras, anotadas e com ortografia atualizada, terão um estudo introdutório desenvolvido por especialistas.
  • Quarenta Empreendedores Açorianos: o empreendedorismo surge a par com a própria história do arquipélago dos Açores, desde os tempos da colonização, uma vez que foi necessário tornar produtivo um espaço totalmente desabitado. Depois, ao longo dos séculos, surgem os que, dentro e fora do arquipélago – e cumpre aqui salientar a diáspora dos que ousaram rumar a Portugal continental, ao Brasil, aos Estados Unidos da América, ao Canadá e a outros destinos – em campos tão diversificados, souberam continuar a mostrar a capacidade empreendedora. A produção cultural – escultura, literatura, música, pintura –, a ciência – botânica, meteorologia, zoologia –, a religião e a política surgem a par da atividade empresarial. O arquipélago dos Açores não dedicou, até hoje, nenhuma atenção particular a esse conjunto de homens e mulheres que, ao longo dos tempos, se distinguiram por qualidades que os tornaram ímpares. O desejo de suprir essa lacuna está na base deste projeto.

Consulte aqui a descrição detalhada do projeto.